12 de abril de 2024

Para qualquer pessoa ser reconhecida e eventualmente citada positivamente em alguma situação é sempre gratificante.

Para o acadêmico/intelectual, apesar de ser parte natural e esperada do ofício, afinal ninguém escreve para não ser lido e consequentemente citado, não deixa de ser também gratificante quando ocorre em textos de outros pesquisadores menos ou mais experientes ou reconhecidos.

De tempos em tempos dou uma “googlada” para ver como está minha “presença web” o que inclui as citações acadêmicas. Pode parecer bobagem, mas gosto de saber aonde vão parar meus escritos e a que servem.

Hoje achei quatro novas citações, três em dissertações de mestrado de áreas distintas (Educação, História, Sociedade e Cultura ), a outra em artigo de doutoras da área de EaD, sobre meu TCC de especialização, pasmem  escrito em 2006…

Um detalhe interessante  dessa nova leva de citações é ver o próprio nome ali “embolado” em uma nota de rodapé com sumidades que você mesmo já citou… .

Ah! e novamente me citam na UFMA ao invés de UFAM… Já estou acostumando…  🤦🏿‍♂️🤷🏿‍♂️

Eu já era citado muito antes de me tornar oficialmente pesquisador com o mestrado, aliás 16 de setembro passado completaram-se seis anos da minha defesa, mas não deixo de me surpreender com a longevidade e alcance dos meus escritos… .

Sobre o autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *