30 de novembro de 2021

fariseus-de-rondônia

Rolando ai pela web postagens sobre um suposto suicídio cometido por marido após ficar sabendo que a mulher o traia com pastor casado da igreja.

Primeiro deixar registrado que o fato de estar fazendo essa postagem não tem nada a ver com a motivação sensacionalista e até mesmo “vingativa” ou constrangedora das postagens que estão rolando por ai.

Depois dizer que essa questão “suicídio do marido” é óbvia pura invenção e aumento da história, não há registro algum de que a mulher fosse casada, não há fotos dos dois juntos, não há citação do nome do suicidado e  não há notícias sobre o suicídio que vinculem a pessoa que aparece enforcada com o caso em questão, portanto entra para o rol das e-farsas… .

Porém o vazamento da foto comprometedora, a identidade dos envolvidos (a cantora “evangélica” e o ex-pastor casado) são extremamente palpáveis, não deixando muitas dúvidas.

Não é nosso interesse “sensacionalizar” e nem expor pessoalmente ninguém, por isso não citamos nomes e nem as imagens sem antes “pixelizar” os rostos (se bem que não adianta muito, já que a coisa caiu na rede e não é nada difícil ter acesso aos dados e fotos sem proteção), da mesma forma, não se faz crítica da sexualidade, do fato de registrar a intimidade e nem da relação extra-conjugal, isso é problema de cada um e coisa comum.

Porém, o que não podemos deixar de fazer é a crítica ao farisaísmo e hipocrisia, com que pessoas que se colocam como “moralmente superiores”, fazem questão de exacerbar uma imagem pública contrária à realidade de suas práticas, que contrariam postulados morais e religiosos que deveriam aceitar e seguir já que se colocam como “ovelhas e pastores”,  nossa crítica não é direcionada especificamente às pessoas dos envolvidos, mas a toda uma legião de hipócritas que fingem para si, para os “irmãos”, para a sociedade… e que pior ainda, adoram “apontar o dedo” criticando os que humanamente tem vícios, paixões e comportamentos assumidos ou discretos, mas pelo menos não se colocam como “ungidos” e de “moral abençoada”.

Já que gostam tanto de citar a Bíblia, vai ai uma citação oportuna : “Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! Pois que sois semelhantes aos sepulcros caiados, que por fora parecem formosos, mas interiormente estão cheios de ossos de mortos e de toda imundícia. Assim, também vós exteriormente pareceis justos aos homens, mas interiormente estais cheios de hipocrisia e de iniqüidade.” Mt 23:27-28

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *