26 de novembro de 2021

Que os anti-ações afirmativas com recorte “racial”  (ex. cotas universitárias) sempre foram avessos a estatísticas e qualquer outro instrumento sério e científico que  demolisse suas argumentações baseadas em “achismos”  e  distorção da realidade, não é novidade; o interessante é que  “A Folha” (que sempre fez parte do grupo de mídias com linha editorial  anti-AA) , logo depois do “1º banho”  no STF (que julgou por unanimidade a constitucionalidade das cotas, o segundo “banho” foi no julgamento relativo a utilização do critério “racial”  como bônus na classificação do PROUNI ) talvez na esperança de “provar ”  que  a decisão do STF  “não  batia”  com a  visão da “sociedade”, apelou justamente para uma pesquisa estatística (enquete)  e acabou vendo “o tiro sair pela culatra” … ;  novo “massacre ”  dos pró-cotas em cima dos anti-cotas na  enquete promovida pela versão online do jornal… (95% a  favor e apenas 5% contra), êita pessoal que não importa o tsunami de evidências continua a nadar contra a corrente… (vide a notinha de rodapé na enquete ) 🙂

Clique na imagem para ampliar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *