26 de novembro de 2021

Mandela day (um pouco atrasado :-) )

Nelson Mandela (ou simplesmente Madiba, para os mais próximos ) é unanimidade mundial quando se fala em Paz  (ganhou o Nobel) e  Direitos Humanos;  um exemplo de superação, resistência e sabedoria;  amado  não apenas pelo  povo sul-africano mas  por todo o mundo. Na segunda passada  completou 93 anos.

A data do seu  seu aniversário (18/07) foi transformada em “Mandela day” , um dia para comemorar e refletir sobre o perdão, o combate as intolerâncias e discriminações e a luta por um mundo mais justo e pacífico; no Mandela day uma das práticas sugeridas é o envolvimento por 67 minutos  (lembrando os 67 anos em que Mandela manteve a ação política por uma África do sul mais justa) em uma atividade qualquer desde que seja  para o bem comum.

Painel nova África do Sul no Apartheid Museum, Johannesburg
Bonequinho do Bispo TUTU no Apartheid Museum

Em fins de 2004 tive a oportunidade de visitar o “Apartheid Museum” em Joanesburgo e conhecer  melhor a história da luta de Mandela e de outros tantos ativistas conhecidos (como o Bispo Desmond TUTU) e anônimos, contra os absurdos do extinto regime de segregação sul-africano, é um tremendo programa que recomendo a todos que puderem um dia visitar a África do sul… , mas se não der fica a sugestão para dois ” filmaços”  que dão bem a dimensão de quem é Mandela e da sua história de luta  :

  Mandela , Luta pela liberdade,  no papel de Mandela está Dennis Haysbert (que interpreta o             Presidente David Palmer na  conhecida série de TV  “24 Horas“) ; o filme conta a história dos últimos      anos  de prisão de Mandela  até sua libertação e início da campanha pela presidência.

 Invictus, com o Morgan Freeman e Matt Damon (direção de Clint Eastwood), mostra a história de    Mandela a partir da Presidência e no processo de unificação de pretos e brancos em uma nova nação, no  filme enfocado através dos esforços e preparativos para a copa do mundo de rugby em 1995, primeiro grande evento da  nova “nação arco-íris” a unir toda a nação, independente de cor e origem. Emocionante e também com momentos hilariantes.

Tá dada a dica…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *