26 de novembro de 2021

Spice, o Android que cabe no bolso (nos 2 sentidos)

Semana passada, aniversário de 14 anos da minha filhota, ao pensar em um presente que agradasse , imaginei que tinha que ser algo tecnológico,  digital…,  bem ao gosto dos adolecentes.

Netbook ?  já tinha dado no natal, Tablet ?, huum… “salgado” para o orçamento apertado…;  Eureka !!! um Smartphone…, para substituir o “celular pobrinho” (que normalmente se dá para as crianças, já que os  dispositivos são altamente passíveis de perda, quebra, roubo, sub-utilização, etc), como  se fosse um “símbolo de passagem” da pré-adolescência para a “adolescência junior” (a plena  é aos 15…) ,  perfeito !.

Decidido pelo “Smart”, permanecia a questão,  “Smarts de primeira” são em geral caros…, e as vulnerabilidades a que estão sujeitos nas mãos de adolescentes não são muito menores do que se estivessem nas mãos de crianças…, logo, optar por “fakes de smart” baratos e com bom visual seria uma primeira opção, algo bem “Xing Ling” tipo uns “Hiphones da vida” ; mas em um ambiente escolar/social de classe média/alta como o frequentado pela mocinha, ter uma coisinha dessas  pode ser até motivo de Bullying … :-), opção descartada.

Próxima opção,  “Smarts de marca”,  mas intermediários… (iPhone nessa caiu fora) , faz um tempinho que aderi aos Smartphones, tenho um Palm Treo 650 e um Palm Centro (hoje ‘engavetados” 🙂 depois que descobri o O.S Android ), não sou fã de aparelhos com Symbian, Windows Mobile , etc…, acho meio “fracos “; hoje meu Smart de uso é um “bom e velho”  Motorola Dext (com Mod para Android 2.1) ; pensei então em uma opção barata com Android, porém Androids  livres ou em planos-pré são todos caros certo ? , errado…

Pesquisando na web achei até uns  “xing lings” com Android, mas novamente descartei a opção, eis que surge o MOTOROLA SPICE (XT300Br) , um simpático aparelho ao estilo do Motorola Cubo (perfeito para o público teen e feminino) e  com um grande diferencial, o poderoso sistema operacional Android 2.1,  teclado qwerty físico retrátil e o principal…  1/3 do preço de um Android “TOP de linha” (R$ 1.800, 00), ou a metade do de um Android “mediano”  (que custa entre R$ 1.200, 00  a  1.500,00).

Com isso a filhota se tornou como o paizão uma “androidista juramentada e sacramentada” 🙂

Tá ai a foto do “bichinho”, a melhor opção para a entrada no mundo do “Smarts de ponta”  (espaço disputado por iPhones, Androids e Blackberries), tem Wi-Fi, Cam, Teclado físico retrátil, GPS, Redes Sociais, milhares de aplicativos disponíveis (a partir do Market), tudo isso controlado pelo Android 2.1.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *