1 de dezembro de 2021

Em tempos de grana curta a melhor coisa é ficar em casa curtindo uns bons filminhos…(carinhosamente falando… ;)), exercitando uma das minhas multifacetadas características (a do "cinéfilo indicador" :D), ai vão duas indicações quentes:

Simplesmente demais…, com dois ganhadores do Oscar dividindo cenas…, a história revela alguns detalhes pouco conhecidos dos brasileiros comuns, como a existência de diversas faculdades exclusivamente para negros nos EUA dos tempos da segregação e a própria utilização massiva em Inglês da palava Negro  (assim mesmo como escrevemos e com pronúncia um pouco diferente, algo como ' Nigrou '…) ao invés de "Black", é que a palavra Negro tanto em inglês quanto português quer dizer "descendente de escravos"…, não é um sinônimo para preto que quer dizer  pessoa com aparência "padrão"africana, voltando ao filme, é baseado em uma história real, da equipe de debates de uma pequena faculdade para negros do Texas, que se tornou a campeã nacional e  imbatível de debates acadêmicos por 10 anos, competindo também com "universidades brancas" em uma época  de forte preconceito e discriminação, vencendo inclusive a respeitada Universidade de Harvard.

Recomendadíssimo !

O segundo, vai em uma linha diferente:

Maravilha de comédia romântica, leve e que arranca muitas gargalhadas com situações que muitas mulheres vivenciam na realidade, por conta da ansiedade para arranjar um relacionamento , mante-lo ou mesmo tentar cair fora… , hilário, só de ter o excelente Ben Afleck e a  "ternurinha" Drew Barrymore (de as Panteras) já vale a pena …

Recomendadíssimo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *